02/03/2014 08h40 | Atualizado em 20/10/2014 01h04

IFMS abre concurso público com salário de até R$ 8 mil

Correio do Estado
redacao@94fmdourados.com.br

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) publicou edital para concurso público com 24 vagas para professores de diversas áreas. O edital e mais informações podem ser conferidas aqui.

Há vagas para as áreas de matemática (5), informática (4), ciências agrárias (3), edificações (2), física (2), português (2), elétrica (2), química (1), libras (1), aquicultura (1) e metalurgia extrativa (1). As vagas serão distribuídas nos campus de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Os requisitos e subáreas constam no edital de abertura.

A remuneração inicial varia de R$ 3.594,57 (graduação) a R$ 8.049,77 (doutorado), de acordo com a titulação do docente. Todos os cargos são de dedicação exclusiva, que não permite o exercício de outra atividade remunerada pública ou privada.

A jornada de trabalho poderá ser distribuída nos turnos da manhã, tarde ou noite, incluindo os sábados. O professor deverá ministrar aulas em todos os níveis e modalidades de ensino ofertadas pelo IFMS.

Inscrições
Poderão ser feitas entre os dias 19 de março a 9 de abril, pela Central de Seleção. A taxa é de R$ 120.

Candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e membros de famílias de baixa renda podem solicitar a isenção da taxa.

Para solicitá-la, os documentos descritos no edital de abertura devem ser encaminhados em envelope lacrado, entre 19 e 25 de março, para a Comissão do Concurso Público (Rua Ceará, 972, Bairro Santa Fé, Campo Grande/MS – CEP: 79021-000).

Candidatos de outros municípios podem enviar a documentação pelos Correios, por Sedex ou carta registrada com Aviso de Recebimento (AR).

Seleção
Será feita por meio de prova escrita, de desempenho didático e de títulos, realizadas no período de 1º a 4 de maio, exclusivamente em Campo Grande.

O concurso terá validade de dois anos, a contar da data de publicação de sua homologação no Diário Oficial da União (DOU), podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, mediante ato próprio da autoridade competente.