24/09/2013 08h13 | Atualizado em 23/10/2014 04h24

"Viúva branca" mulher pode estar por trás de ataque terrorista no Quênia

Suspeita-se que Samantha Lewthwaite, viúva de um dos terroristas dos atentados de Londres em 2005, tenha participado do ataque em Nairóbi

Terra
redacao@94fmdourados.com.br

Enquanto o cerco ao shopping de Nairóbi se encaminha para um desfecho após mais de 60 horas de conflito entre o Exército queniano e os terroristas do grupo somáli Al-Shabab, especula-se se a mulher conhecida como "viúva branca" não estaria por trás do ataque. As informações são de CNN, Daily Mail e Mirror.

Samantha Lewthwaite é a britânica que se casou com Germaine Lindsay, um dos quatro terroristas que morreram no atentado a Londres, em 2005, que deixaram 52 mortos. A "viúva branca", como ficou conhecida, é suspeita de ligação com a Al-Shabab, grupo que assumiu autoria do ataque em Nairóbi, e procurada pelas autoridades quenianas.

Todavia, tudo ainda não passa de especulação, à medida que nenhuma identidade dos terroristas envolvidos foi revelada. Algumas fontes indicaram ter avistado uma mulher branca entre os invasores do shopping e, questionadas se poderia se tratar de Lewthwaite, limitaram-se a "não descartar" a hipótese. Também não se sabe se ela estaria entre os terroristas mortos.

Terroristas invadiram o Westgate Mall, luxuoso centro comercial de Nairóbi, por volta do meio-dia (hora local) de sábado. O Exército queniano segue a operação para retomada de controle total do prédio, onde, segundo informações disponíveis na tarde desta segunda, ainda haveria alguns terroristas e reféns. Dez terroristas foram presos e três morreram. Segundo a Cruz Vermelha queniana, o ataque deixou ao menos 62 mortos.