José Ibrahim, o líder da greve de Osasco de 1968

José Ibrahim, o líder da greve de Osasco de 1968

Missão cumprida nesta temporada. Foram 15 dias para rever a família e comunicar sobre o meu último livro, a biografia do líder sindical que entrou para a história do sindicalismo brasileiro em 1968: “José Ibrahim: o líder da primeira grande greve que afrontou a ditadura”.

Em Osasco, terra dele e onde passei a morar desde final de 1974 até começo de 1985, o conheci após sua volta do exílio, em 1979, quando ainda aprendia e estava sendo formada em jornalismo. Depois, o entrevistei em 2012 para o livro “Trabalhadores exilados”.

Foram 15 dias de comunicação, de trabalho e de encontros. Quatro eventos em Osasco. Inicialmente no Ceneart, colégio onde estudou e que formou muitos militantes de sua época, depois na Casaviva, no Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, que ele presidiu em 1967, e na Câmara de Osasco, em sessão solene.

Mazé Torquato Chotil durante passagem pelo Brasil para o lançamento de seu mais recente livro (Foto: Arquivo Pessoal)
Mazé Torquato Chotil durante passagem pelo Brasil para o lançamento de seu mais recente livro (Foto: Arquivo Pessoal)
Três viagens fora de São Paulo: para Glória de Dourados onde revi os amigos dos anos Dourados e apresentei a nova obra. Em Belo Horizonte, onde Ibrahim recebeu os elogios do programa "Mundo político" da ALMG e dos presentes no evento na Escola do Legislativo, da Assembleia do estado.

E no Rio de Janeiro, no CBAE – Centro Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ. Encontros de professores, pesquisadores de ex-exilados como Ibrahim, filhos, amigos, militantes... colocando à disposição a obra que pela experiência do líder sindical deve ajudar as novas gerações a se espelhar no exemplo para construir o futuro.

Último lançamento com minha presença nesta noite de sexta, na livraria da Alameda, o editor que entrega com frete grátis para todo o Brasil, para quem não pôde estar presente http://www.alamedaeditorial.com.br/historia/jose-ibrahim-o-lider-da-primeira-grande-greve-que-afrontou-a-ditadura-maze-torquato-chotil

Bom final de semana!

Comentários
Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.