Agressor de cão é condenado a pagar R$ 9 mil e trabalhar em canil

Caso aconteceu em Piracicaba-SP, em 2001 e revoltou os moradores da cidade

O homem que amarrou seu cão da raça rottweiler no carro e o arrastou por seis quarteirões na cidade  de Piracicaba, em São Paulo, foi condenado pela justiça por maus-tratos contra animais e terá que prestar serviços voluntários no Canil Municipal da Cidade, além de pagar uma multa no valor de R$ 9.810. O mecânico Cláudio Messias cometeu o crime em 2011.

O caso revoltou os moradores de Piracicaba. Messias amarrou seu cão Lobo na carroceria de uma picape e saiu arrastando-o pelo centro da cidade. Quando a corda se rompeu, o mecânico fugiu e deixou o animal todo machucado no local. O cãozinho não resistiu aos ferimentos e morreu 15 dias depois.

Cláudio Messias afirmou que vai recorrer da sentença e, em sua defesa, argumentou que o cão estava em cima da carroceria e teria caído. Ele acrescentou que só não socorreu o animal porque achou que Lobo já estivesse morto.