Dourados registra terceira morte por dengue em 2019

A Secretaria de Saúde já havia confirmado a morte por dengue hemorrágica de um menino, de 11 anos, e de uma mulher, de 58 anos.

Uma mulher de 47 anos morreu nesta sexta-feira (5) com suspeita de dengue grave em Dourados, conforme informações do atestado de óbito que a reportagem da 94FM teve acesso na noite de hoje. 

A vítima, que era professora da rede estadual, morava no distrito de Vila Vargas e estava internada no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados. A reportagem tentou contato com o hospital, mas as ligações não foram atendidas.

A Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul já havia confirmado a morte por dengue hemorrágica de um menino, de 11 anos, no dia 21 de março, e de uma mulher, de 58 anos, no dia 26 do mesmo mês.

PRIMEIRA MORTE POR DENGUE EM 2019

O pequeno Nicolas Lima H. Ferruzzi, de 11 anos, morreu no dia 22 de março, às 03h35, por dengue hemorrágica em Dourados.

O garoto deu entrada no Hospital Santa Rita no dia 19 do mesmo mês, em estado gravíssimo, e transferido ao Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados na manhã do dia 21, às 07h, a pedido dos pais, e foi encaminhado à UTI (Unidade de Tratamento Intenso), conforme informações apuradas pela reportagem da 94FM.

Nesse período, foi feita uma campanha na internet solicitando doações de sangue B+ ou O- para a criança. 

SEGUNDA MORTE

No dia 26 de março, uma mulher de 58 anos foi a segunda vítima por morte de dengue em Dourados. Ela ficou internada no Hospital da Vida.

CASOS CONFIRMADOS DE DENGUE

Boletim epidemiológico divulgado no último dia 3 pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul mostra que, em 2019, Dourados já registrou 801 notificações de dengue, com 255 casos confirmados.

Durante todo o ano de 2018, foram 21 confirmações da doença.

Colaborou com as informações Sidnei Bronka***


Comentários
Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.