Enfim sós: lua de mel separados é novidade entre noivos

  • Extra/Globo
Cristóvam e Joyce fazem questão de passar lua de mel juntos - Foto: Arquivo pessoal
Cristóvam e Joyce fazem questão de passar lua de mel juntos - Foto: Arquivo pessoal

Quem casa quer casa, diz a sabedoria popular. Dividir um teto, um cobertor, uma tela de TV... Mas que tal começar isso depois da lua de mel? Espera, como assim?

Bem, pode parecer estranho para a maioria das pessoas, especialmente os mais tradicionalistas, mas está se tornando cada vez mais comum que recém-casados passem a lua de mel separados. Sim, cada um para o seu lado! Sai de cena a companhia romântica do marido ou da mulher para a tal "viagem dos sonhos" e entram na história amigos e familiares. É quase uma despedida (ou segunda) de solteiro.

A novidade já foi até batizada: solomoon (algo como lua de mel solo). Os defensores dizem valorizar a independência, que não deve ser afetada mesmo com o casamento.

Mas para o pernambucano Cristóvam de Souza Leão, de 33 anos, a ideia soa absurda. No dia 13 de julho, o professor vai se casar com a nutricionista Joyce Paiva. Vão juntos curtir a lua de mel no Chile.

"Estou morando sozinho no Pará desde o início do ano passado por causa de uma oportunidade de trabalho. A saudade aperta o coração. Impossível passarmos a lua de mel separados. É o momento de começarmos a descobrindo o mundo a dois juntos", contou ele ao blog. A empolgação é tanta que Cristóvam pensa em estender a viagem até Mendoza, na Argentina. Com Joyce, é claro!

Uma dos maiores prazeres da lua de mel, disse o professor, será ver pela primeira vez a neve - "artigo inacessível em Pernambuco" - ao lado da amada.


Comentários
Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.