Após morte de mulher vítima de câncer, marido faz lua de mel com foto da amada

  • iG notícias
Reprodução/Daily MailApós perder parceira para um câncer, Ben fez a viagem de lua de mel com foto dela
Reprodução/Daily MailApós perder parceira para um câncer, Ben fez a viagem de lua de mel com foto dela

O australiano Ben Debono casou-se com a amada Leah Debono em uma cerimônia íntima, somente para os entes queridos, em outubro do ano passado. Mas, três semanas depois de dizer "sim", a recém-casada de 29 anos morreu por descobrir tarde demais um melanoma - uma forma agressiva de câncer de pele. Ben tem certeza que tudo aconteceu devido a erros médicos e, agora, faz a sonhada viagem de lua de mel com fotos da amada.

Em entrevista ao jornal australiano "60 Minutes", Ben não conteve as lágrimas ao descrever a vida "perfeita" que possuía com Leah antes dela morrer tragicamente vítima de câncer. Como foi tudo repentino, a forma que encontrou de provar seu amor foi estar ao lado dela até o fim. "Leah sempre será minha esposa e minha alma gêmea", afirma.

Diagnóstico errado

Há quatro anos, a australiana percebeu que tinha uma verruga incomum no braço e consultou dois médicos. Ambos disseram que aquilo não era nada de mais e que Leah não deveria se preocupar. Depois de um tempo, ela decidiu retirar o nódulo e a biópsia revelou que, na verdade, ela apresentava um melanoma maligno em estágio quatro. "Essa foi a pior notícia que poderíamos obter", conta Ben.

Leah passou a fazer tratamentos e mais tratamentos. Os três anos que seguiram foram marcados por check-ups regulares, o último aconteceu uma semana antes do casamento. Cerca de um mês depois do grande dia, a australiana começou a passar mal e o casal ficou empolgado achando que um bebê estava a caminho. Mas infelizmente, a notícia não era boa. 

Percebendo que não melhorava, a recém-casada foi correndo para o hospital e lá entrou em colapso ao descobrir que a doença estava espalhada por todo corpo. "Ela me telefonou e estava histérica, pois sabia que algo estava muito errado", conta o rapaz. A ficha caiu e perceberam que, no momento do casamento, ela já estava tomada pelo câncer e os médicos é que não tinham descoberto lá no começo, com as queixas sobre as verrugas. A doença avançou e a mulher não resistiu.

Há pouco mais de um ano após a morte de Leah, o jovem resolveu embarcar no que deveria ter sido a sua lua de mel. Ele deixou o emprego e vendeu a casa para realizar o sonho de viajar pela Austrália levando consigo uma foto de sua eterna amada.

Ao divulgar a história do casal, Ben conseguiu arrecadar 40 mil dólares (aproximadamente R$ 131 mil) para o Instituto Melanoma e, com isso, também busca alertar as pessoas sobre os perigos do câncer.



Comentários
Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.