"Lembranças da vila", no SESC de Campo Grande

Feliz em apresentar na terça, 17 de outubro, no Sesc de Campo Grande, na Morada dos Baís, "Lembranças da vila", nestes tempos de comemorações dos 40 anos do nascimento do nosso Mato Grosso do Sul. Esperando todos por lá, que a notícia seja espalhada por todos os cantos... Feliz em apresentar este livro e os dois outros "Lembranças do sítio" e "Minha aventura na colonização do Oeste", homenagens aos pioneiros que estiveram na região da CAND, a Colônia Agrícola Nacional de Dourados.

Para se ter uma ideia da obra, aqui vai um trecho do "Lembranças da vila":

Meu interesse por histórias deve ter nascido naqueles idos dos anos sessenta quando, ainda criança, sentada num tamborete, no começo da noite, ouvia os clientes amigos do meu pai que vinham vê-lo na parte do bar no armazém que vendia de tudo, os "Secos e Molhados" que existiam antes dos supermercados aparecerem. Eles vinham tomar um "gole" ou simplesmente se encontrar após um dia de trabalho. Os assuntos das conversas variavam entre as novidades da política nacional, ouvidas pelo rádio, ou as locais, da vila, passadas de boca em boca, os sonhos de transformar a vila em cidade.

Sentada, criança, não tinha direito de interromper os adultos, de fazer perguntas. Ouvia. Sabia que a melhor parte estava por chegar, ou seja, o momento em que cada um daqueles nordestinos vindos do Ceará, Pernambuco, Sergipe, Rio Grande do Norte... contariam suas histórias, vividas ou ouvidas. Cultura oral passava de um para o outro, de pai para filho; eternas, mágicas, incríveis. Viajei com eles, segui passo a passo suas epopéias, suas viagens rumo ao Sul, sofri com as más travessias, os acidentes, os mortos vistos nas estradas.... Desejei com eles que o futuro fosse glorioso, que as colheitas fossem boas, os sonhos realizados, que os filhos pudessem estudar e ter vidas mais fáceis.

Bom final de semana!


Comentários
Os comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não contenha identificação não serão publicados.