Douradense é premiado em concurso de fotografia da Fundação de Cultura

Ademir Almeida ficou com o segund lugar e recebeu R$ 2 mil de premiação

Na última terça-feira (16), com a foto 'Minha Oca, Minha Vida', o fotógrafo douradense Ademir Almeida foi premiado com o segundo lugar no concurso de Concurso de Fotografias Patrimônio Histórico e Cultural de Mato Grosso do Sul – Nossa Identidade. O evento foi realizado pelo governo do estado através da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul).

Almeida conta que a imagem foi registrada em julho deste ano, durante a cobertura do Encontro Indígena Aty Guassú, na aldeia Rancho do Jacaré, em Laguna Carapã. “Eu estava dentro do carro com outros colegas da imprensa, quando vi os dois homens construindo a oca. Paramos o carro e desci rapidamente para registrar a imagem. No pouco tempo que conversei com eles fiquei sabendo que eram pai e filho. Achei importante o pai passar esse tipo de ensinamento para o menino. Assim a imagem teve muito mais valor”, explicou o fotógrafo.

Ao todo foram selecionadas 20 fotografias. Os três primeiros colocados foram premiados com R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil respectivamente. Os participantes classificados entre o 4º e o 20º lugar foram premiados com menção honrosa da Fundação de Cultura. Almeida explica que não tem nenhuma destinação específica para o prêmio e que usará o dinheiro para manter os compromissos em dia.

As imagens passarão a integrar o Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul. Todas as 20 fotoss selecionadas serão apresentadas em exposição. Ao todo, o concurso contou com a participação de 46 fotógrafos, cada um com três imagens.

Outros concursos

Não é de hoje que Ademir Almeida participa de concursos de fotografia. Em 2002 ele recebeu duas premiações no mesmo concurso, realizado pelo Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul), ficando em primeiro lugar na categoria 'agricultura' e segundo dentre as que concorreram na 'arquitetura'.

Em Dourados já venceu por três vezes consecutivas o Prêmio Julio Marques de Almeida, nos anos de 2005, 2006 e 2007. Agora o fotográfo conta que irá mais uma vez participar da competição promovida pela (Aced Associação Comercial e Empresarial de Dourados). “Esta será a 15ª que participo do concurso da Aced. Em 2006 fiquei em segundo, mas continuo trabalhando para um dia conseguir vencer. Como é um dos mais tradicionais da cidade, tem muito valor para mim. Mesmo que eu não vença, a experiência que vou ganhar já é um grande prêmio”, complementou.

O concurso da Aced recebe inscrições até o dia 19 de novembro. Podem participar fotógrafos amadores e profissionais. Os prêmios são de R$ 1.000,00 (1º lugar ), R$ 700,00 (2º lugar) e R$ 500,00 (3º lugar).

Confira a imagem do fotógrafo Ademir Almeida, que foi premiada com o segundo lugar no concurso da Fundação de Cultura:

foto